Assine nossa newsletter

Conheça as principais normas da ABNT para a construção civil

Publicado em 05/08/2019 Massa DunDun
5.0 0

Conheça as principais normas da ABNT para a construção civil

Para fazer qualquer edificação, uma série de processos deve ser realizada. Mesmo que muitos profissionais ainda desenvolvam seu trabalho na informalidade, manter a padronização dos processos é fator decisivo no crescimento de uma construtora.

Pensando nisso, as normas da ABNT para a construção civil servem para nortear os processos, garantir a qualidade da obra, prover segurança aos trabalhadores e muito mais.

Veja, a seguir, uma série de normas da ABNT e normas regulamentadoras que são primordiais para assegurar o bom trabalho no canteiro de obras. Se você ainda não usa tais regulamentos a seu favor, se prepare para aumentar a qualidade dos seus projetos. Confira!

A diferença entre NR e NBR

NR e NBR não são a mesma coisa, apesar de serem bem parecidas. NR significa norma regulamentadora enquanto NBR significa norma técnica brasileira. Aquelas são criadas pelo Ministério do Trabalho e estas, pela ABNT.

A ABNT — Associação Brasileira de Normas Técnicas — é uma organização privada, responsável pela normalização técnica no Brasil. Ela fornece uma série de normas com o objetivo de padronizar processos e garantir a qualidade.

Dica: Como escolher material de construção barato e de qualidade?

O setor de construção civil conta com 881 normas aprovadas pela ABNT, ou seja, o material disponível é bem abrangente e visa garantir a segurança dos consumidores que desfrutarão do espaço e dos trabalhadores que desenvolvem a obra.

Então, as NBRs ajudam a orientar os profissionais acerca de materiais, processos e produtos, impulsionando a qualidade dos empreendimentos e estimulando a competitividade entre as empresas.

Já as Normas Regulamentadoras foram criadas com o objetivo de proteger a saúde e a integridade do trabalhador. Existem 36 NRs relativas à medicina do trabalho e segurança. Sendo que grande parte delas se aplica ao campo de construção civil.

Basicamente, as NBRs são usadas como guia para padronizar processos, porém elas não são obrigatórias, visto que a ABNT é um órgão privado. Já as NRs são obrigatórias e devem ser seguidas pela empresa e pelos trabalhadores.

Quer melhorar os processos internos de sua obra? Confira em nosso guia como fazer uma gestão de sucesso!

Aprenda a administrar sua construção de forma eficiente! Confira o Guia

NBR 15.575 — Desempenho de edificações habitacionais

A norma de desempenho de edificações é uma norma diferenciada, pois além de ser uma regulamentação quantitativa, também é qualitativa. Ela procura observar os sistemas de forma completa, sob a perspectiva do usuário final.

Ela pode ser entendida como um guia de boas práticas para atuar em conjunto das outras normas técnicas.

A norma de desempenho 15.575 é dividida em seis partes principais:

  • Requisitos gerais;
  • Requisitos para sistemas estruturais;
  • Requisitos para pisos;
  • Requisitos para sistemas de vedação (interno e externo);
  • Requisitos para coberturas;
  • Requisitos para sistemas hidrossanitários.

A partir dos requisitos de desempenho, foram criados os critérios de desempenho e cada método de avaliação. Juntando os três, é possível garantir o desempenho da edificação.

A argamassa polimérica DunDun foi testada e aprovada nos ensaios técnicos na ITT Performance! Saiaba mais no vídeo:

Um ponto interessante sobre essa norma é que diferente de outras NBRs e NRs, ela não é fiscalizada pelos órgãos municipais e estaduais, como as prefeituras. Os usuários, proprietário do imóvel ou até mesmo o construtor, podem solicitar a verificação do atendimento aos requisitos.

A empresa que se dedica a atender essa norma ou mesmo utilizar produtos em conformidade com a NBR 15.575, com certeza cria um grande diferencial competitivo frente à concorrência, oferecendo um imóvel com melhores condições!

NR 6 — EPI

A NR6 dispõe sobre os equipamentos de proteção individual — EPIs, que são dispositivos usados para proteger a saúde e a integridade dos trabalhadores. Esses itens devem ser fornecidos pela empresa gratuitamente.

De acordo com cada atividade profissional desenvolvida, um ou mais EPI deve ser usado. O Anexo I da NR6 discrimina todos os equipamentos de proteção individual que precisam ser fornecidos para a proteção da cabeça, tronco, membros superiores e demais categorias.

Dica: Qual a importância e como garantir segurança no canteiro de obras?

Os EPIs devem ser usados durante todo o expediente, sem interrupção. Além disso, os trabalhadores têm de zelar pelo seu bom estado.

NR 8 — Edificações

A Norma Regulamentadora n° 8 dispõe sobre os requisitos mínimos que as edificações devem ter para garantir segurança e conforto aos que nela trabalham. Ou seja, para manter um ambiente de trabalho seguro.

Ela determina, por exemplo, que aberturas nas paredes e pisos devem ser protegidas, de modo a evitar queda de objetos e pessoas. A NR8 não é uma norma muito extensa, como os seus apontamentos visam basicamente o canteiro de obras, é importante que ela seja revista com cuidado por construtores.

NR 12 — Segurança no trabalho em máquinas e equipamentos

A NR12 é fundamental para trabalhos com máquinas no canteiro de obras. Ela é responsável por regulamentar os princípios, medidas de proteção, requisitos mínimos para prevenção de acidentes e vários outros aspectos que envolvem a utilização de equipamentos e máquinas.

Nela, podem ser encontrados como fazer a instalação e preparar o ambiente físico para as máquinas, como devem ser os arranjos de partida, acionamento e parada, como devem ser os sistemas de segurança, tudo com o objetivo de fornecer segurança aos trabalhadores.

Dica: 7 dicas para reduzir o tempo de execução da sua obra

Além das exigências que a empresa deve cumprir, a norma também fornece orientações ao trabalhador, como por exemplo, a obrigação de avisar ao superior sobre a remoção ou danos aos dispositivos de segurança da máquina e até mesmo a sua participação em treinamentos fornecidos pelo empregador.

NBR 16.590/2017

A norma ABNT NBR 16590 - Composto polimérico para assentamento de alvenaria de vedação foi lançada em 2017 com o objetivo de regulamentar o uso de massa polimérica para vedação externa e interna no assentamento de blocos cerâmicos.

O uso de argamassas para assentamento de blocos não é comum como a regulamentação. Entretanto o ponto positivo da norma é que por estabelecer requisitos mínimos que devem ser seguidos, ajuda o consumidor a metrificar a qualidade do produto.

As normas da ABNT para a construção civil, assim como as normas regulamentadoras servem para auxiliar os construtores durante as etapas construtivas. Dessa maneira, não só os processos são importantes, mas também os materiais utilizados precisam receber a mesma preocupação.

Um exemplo é a Massa DunDun, uma tecnologia que além de aumentar a produtividade na obra, é econômica, segue as normas da ABNT e ainda apresenta certificação INMETRO. Os selos de qualidade valorizam o empreendimento como um todo!

Saiba mais sobre a Massa DunDun clicando abaixo!

Economize até 95% de argamassa no assentamento




Por
05/08/2019

O produto é a evolução da argamassa comum. É mais forte, resistente e prático. Gera menos desperdício e aumenta a velocidade da obra em até 3x!


Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!