Assine nossa newsletter

Entenda como gerenciar os resíduos da construção civil

Publicado em 04/02/2019 Massa DunDun
5.0 0

Entenda como gerenciar os resíduos da construção civil

Tão certo quanto a existência de imprevistos é a geração de inúmeros detritos sólidos durante as diversas etapas de uma obra. Não por acaso, os resíduos da construção civil (RCCs) são responsáveis por 50 a 70% da massa de lixo urbana gerada no país. Portanto, é fundamental que toda empreiteira dê a devida importância ao gerenciamento desse material.

Além de proporcionar uma imagem de empresa que se preocupa com o meio ambiente e a saúde de seus colaboradores, a construtora deve saber que é a responsável legal pelos resíduos gerados em seus canteiros. No entanto, não é tão simples fazer a reciclagem ou dar o destino apropriado aos RCCs, pois há muitos desafios envolvidos no processo.

Continue a leitura deste artigo e aprenda como fazer o correto gerenciamento dos resíduos da construção civil!

Qual é a importância do gerenciamento dos resíduos da construção civil?

Não é segredo que o setor de construção civil movimenta parte considerável da economia brasileira — tanto que ele é responsável por 8% do PIB nacional. Porém, a atividade é uma grande geradora de resíduos sólidos, os quais apresentam elevado potencial de causar impactos ambientais. Para minimizar o problema, existem diversas leis que regulamentam o descarte desses materiais.

Entre as normas mais importantes, destaca-se a resolução 307 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), a qual determina a criação de um Projeto de Gerenciamento de Resíduos da Construção Civil (PGRCC). Por meio dele, é desenvolvido um planejamento que determina o quantitativo e o destino dos itens a serem descartados. Caso não adote essas medidas, a empresa pode ser multada.

Dica: 3 maneiras de evitar problemas na seleção de fornecedores de sua obra

Ao dar a devida importância ao gerenciamento dos RCCs, diminui-se o impacto ambiental causado pelo descarte incorreto dos detritos e proporciona-se mais sustentabilidade (devido à reciclagem). Assim, como os resíduos podem ser reutilizados, ocorre uma diminuição dos custos de descarte e dos desperdícios, o que proporciona mais economia.

Quais são as boas práticas recomendadas?

É muito importante que uma construtora saiba como gerenciar os resíduos gerados em seus canteiros de obras. Caso isso não seja feito de forma correta, diversas pessoas que não estão envolvidas na construção podem sofrer com as consequências. Portanto, é fundamental que a empresa adote alguns métodos e siga boas práticas para conseguir implantar com eficiência essas medidas.

Crie uma cultura de gerenciamento dos RCCs

Para que uma construtora seja eficiente no gerenciamento de RCCs, é preciso que todos os seus colaboradores estejam envolvidos e pratiquem ações que visem à obtenção de bons resultados. Afinal, reduzir a produção de resíduos, evitar desperdícios e diminuir custos são hábitos que devem ser praticados por todas as pessoas que trabalham na empresa.

Dica: Como desenvolver um perfil de liderança na construção civil?

Portanto, é essencial criar uma cultura de proteção ao meio ambiente. Além de ser uma obrigação legal da companhia, pensar na sustentabilidade das atividades praticadas na construção civil é algo que tem boa repercussão na sociedade.

Classifique os resíduos

A classificação dos resíduos da construção civil é uma prática estabelecida pela resolução 307 do Conama. De acordo com a norma, foram definidas algumas classes que auxiliam as empresas a categorizarem as sobras do canteiro de uma obra, de modo a dar o destino mais apropriado a esses detritos.

Assim, para cada etapa da construção, o PGRCC deve demonstrar quais são os principais resíduos gerados e para onde precisam ser encaminhados. Além de minimizar os impactos causados devido ao descarte incorreto de detritos, essa medida tende a trazer vantagens financeiras para a construtora, pois incentiva a reciclagem de materiais de alto valor agregado (como os metais usados na construção).

Tenha um planejamento para o descarte dos resíduos

Para que o processo seja eficiente, deve haver uma organização que permita o correto manuseio e descarte dos resíduos da construção civil. Para tanto, é preciso desenvolver alguns processos que facilitem a classificação e o armazenamento dos diversos tipos de detritos gerados. Uma boa dica é utilizar o código de cores adotado pela resolução 275 do Conama, de 2001.

Clique no banner e conheça as boas práticas que devem ser seguidas para garantir produtividade e segurança na sua obra!

Aprenda a administrar sua construção de forma eficiente

Também é recomendado planejar como ocorrerá a retirada das sobras e definir o destino desse material. Crie um plano de logística que proporcione uma maior eficiência no despache das sobras, o qual evita o acúmulo de resíduos sólidos no canteiro.

Conheça todo o processo burocrático

Se a intenção é gerenciar os resíduos de um canteiro de obras, a construtora deve fechar diversos acordos e conseguir várias autorizações para utilizá-los. Assim, é necessário manter um constante contato com outras empresas e o poder público, para reciclar e dar o destino correto aos detritos gerados durante a construção.

Dica: Como fazer um planejamento de obras realmente eficiente? Veja nosso passo a passo!

No entanto, será preciso tomar conhecimento de todas as regras que regulamentam o descarte e o uso dos resíduos da construção civil. Outro ponto importante a ser considerado é a obtenção das licenças, o qual pode envolver um demorado e custoso processo.

Promova treinamentos aos colaboradores

Para que não ocorram erros e acidentes de trabalho, é fundamental que os colaboradores envolvidos nos processos de gerenciamento dos resíduos recebam um treinamento que os permitam fazer o correto manuseio das sobras.

O trabalhador também deve saber a forma adequada de realizar o descarte e o armazenamento do material. Além disso, é preciso que a capacitação oferecida permita ao funcionário classificar devidamente os resíduos, além de ensinar a combater e evitar o desperdício na realização das atividades.

Quer gerar menos resíduos para sua obra? Conheça a Massa DunDun e pare de desperdiçar argamassa!

Economize na sua obra com a Massa DunDun

Que erros não devem ser cometidos?

Como você pôde perceber, é preciso dar uma grande prioridade ao gerenciamento dos RCCs na construção civil. Parte das ações desse controle devem ter como objetivo o estabelecimento de medidas que visem reduzir e eliminar o desperdício e a produção de sobras nos canteiros de obras.

Para tanto, além de adotar algumas medidas que já foram explicadas, como o treinamento e a capacitação dos colaboradores, é fundamental fazer a armazenagem e o translado corretos dos diversos materiais de construção. Outra boa dica é projetar a paginação do piso dos ambientes, o que permite utilizar de forma consciente todas as peças adquiridas e evitar descartes.

A maioria das boas construtoras não está poupando recursos com a gestão dos resíduos da construção civil. Afinal, além de proporcionarem uma melhor imagem à empresa, essas medidas trazem diversas vantagens econômicas, devido à reciclagem das sobras.

Gostou de nossas dicas e quer receber, em primeira mão, os últimos artigos do blog? Assine nossa newsletter e até a próxima!




Por
04/02/2019

O produto é a evolução da argamassa comum. É mais forte, resistente e prático. Gera menos desperdício e aumenta a velocidade da obra em até 3x!


Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!